Dr Lucas Barbosa

Escleroterapia dá resultado ou não?

“Secar vasinhos” funciona mesmo? Agulhinhas e aplicações vasinho por vasinho têm um bom resultado? O que você acha?

 

A inclusão do Laser e da Espuma na rotina dos cirurgiões vasculares foi uma grande mudança, que pode hoje evitar em praticamente 100% dos casos a necessidade de internação hospitalar, anestesia geral e afastamento das atividades profissionais e familiares. “Descobrimos” que é possível provocar a absorção dos vasos que antes eram removidos por cortes, usando basicamente duas formas: Térmicas e Químicas. Fique tranquilo que vou explicar de forma bem fácil.

Dr Lucas Barbosa Canoas
Foto tratamento de varizes com Tratamentos Térmicos

Aquecer o interior do vaso provoca uma espécie de cauterização, redução gradual do calibre até que ele realmente “desaparece”. Para provocar esse aquecimento usamos uma fonte de luz adequada, que é o Laser.

Em vasos bem superficiais e mais finos, temos o Laser Transdérmico NdYag 1064nm Pulso Longo – um flash de luz que tem afinidade pelo sangue, poupando os tecidos ao redor.

Foto tratamento de varizes com Tratamentos Térmicos

Safenas, varizes grossas, varizes finas e vasos nutridores devem sempre ser avaliados antes da abordagem aos vasinhos. O médico vascular pensa nisso como uma ÁRVORE. Não há como querer eliminar uma árvore cortando apenas algumas das suas folhas, certo? Para cada uma das veias citadas há um tratamento mais adequado. Safenas e varizes grossas, se existirem e estiverem alteradas são tratadas com Endolaser (Técnica ATTA) ou Espuma. Vasos nutridores e varizes finas respondem bem ao tratamento com o Laser Transdérmico NdYag 1064nm Pulso Longo associado à Escleroterapia.

Escleroterapia dá resultado ou não Dr Lucas barbosa

Entenda, então, que a Escleroterapia é uma das armas que temos contra os vasinhos e varizes, sendo improvável que atinjamos bons resultados tendo apenas esse recurso em mãos. Quando bem utilizado, no contexto explicado aqui, é uma excelente opção de tratamento, com altos índices de bons resultados.

Como eu trato hoje em dia?

Atualmente procuro fazer uma abordagem completa do paciente, lançando mão de todos os recursos de diagnóstico e tratamento, focado em atingir as expectativas dos pacientes que me procuram. Antigamente era comum as pessoas serem submetidas a “sessões” avulsas de escleroterapia pura. Acredito que essa forma seja a que entrega os piores resultados, pois não há continuidade do tratamento, não há um cronograma a ser traçado, além da técnica da escleroterapia, sozinha, ter as limitações como citei acima.

Consultório Dr Lucas Barbosa Canoas

Na consulta de primeira vez monto um planejamento para o paciente. Ele sabe quantas vezes virá à clínica, quais tecnologias usaremos e estimo o quanto devemos alcançar de melhora. Gosto de conseguir resolver o caso em poucos dias de procedimento, em geral três vezes, espaçadas entre 45 e 90 dias. A cada vez que o paciente vem, fico com ele o tempo que for necessário para abordar todas as áreas – é comum que eu leve 1 hora inteira no início do tratamento, ou mais, se julgar necessário. Sempre digo que é melhor resolver em 3 visitas de 1 hora do que 12 visitas de 15 minutos, o que acha? Deslocamento e perda de tempo é a última coisa que os pacientes desejam hoje em dia.

Gostou do texto? Então curta e compartilhe!!

Sobre o Autor Lucas Barbosa

Dr Lucas Barbosa

Sou especialista em tratamento minimamente invasivo de varizes. Tenho ampla experiência em tratamento de varizes grossas, safenas, vasinhos e suas nutridoras, priorizando as técnicas mais modernas, que dispensam cirurgia. Conto com uma infraestrutura clínica de alto padrão, tanto em conforto para pacientes e funcionários como nas mais modernas tecnologias para diagnóstico e tratamentos, liderando o Setor Vascular da Clínica Patrícia Holderbaum, em Canoas – RS.

Posts mais recentes